EM DESTAQUE

Brasil News 31.07.2015

Ouça a íntegra do programa

Parcelamento

Justiça nega pedido de prisão de Sartori

"Vou continuar lutando pelo RS com todas as minhas forças"

Sartori realiza pronunciamento e fala sobre parcelamento dos salários de servidores

CRISE: Familiares e servidores fazem protesto contra parcelamento de salários, em Caxias do Sul

Da redação
FOTO: Divulgação
Na tarde deste sábado (01), familiares de policiais militares e servidores protestaram em frente ao 12º BPM da Brigada Militar, no bairro Kayser, em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, contra o parcelamento dos salários do funcionalismo, anunciado ontem (31), pelo governo do Estado. Um grupo impedia que os policiais deixassem o quartel para o patrulhamento na cidade.

Entidades que representam os servidores públicos de diversas categorias pretendem, na próxima segunda-feira (03), paralisar as atividades. No caso da Brigada Militar, existe expectativa para uma grande adesão. O policiamento ostensivo deve ser prejudicado, mas haverá atendimento para ocorrências graves.

Leia mais:
- Justiça nega pedido de prisão de Sartori
- Sartori realiza pronunciamento e fala sobre parcelamento dos salários de servidores

BRASIL NEWS: Sete pessoas são presas com carga roubada em Canoas; Morte de jovem fotógrafo é investigada pela polícia

Da redação

O Brasil News já está no ar. Confira as manchetes desta edição:


- Defesa Civil e Secretaria Municipal da Saúde se mobilizam e prestam atendimento à comunidade da Prainha do Paquetá, em Canoas;

- Sete pessoas são presas em Canoas com carga de alimentos roubada;

- Morte de fotógrafo, na última terça-feira, em Canoas, pode ter motivação passional, diz polícia;

- Governador do Estado, José Ivo Sartori, faz pronunciamento e fala sobre parcelamento dos salários de servidores;

- Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) recebe crédito suplementar de R$ 5,1 bilhões;

- Ministro Joaquim Levy acredita em recuperação fiscal no segundo semestre de 2015.

 Ouça:

PARCELAMENTO: Justiça nega pedido de prisão de Sartori

Da redação
FOTO: Reprodução
O desembargador do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, João Barcelos de Souza Júnior, negou pedido de prisão do governador José Ivo Sartori, por conta do parcelamento dos salários do funcionalismo. A demanda partiu de diversos sindicatos, como por exemplo da Associação Beneficente Antônio Mendes Filho (ABAMF), da Brigada Militar.

O argumento da ABAMF é de que Sartori descumpriu decisão do Tribunal Pleno e do Tribunal de Justiça do Estado, em maio, que obriga o governo estadual a pagar os salários em dia, sem parcelamento, de soldados, cabos, sargentos e tenentes ativos e inativos da Brigada Militar.

Parcelamento dos salários: 
Ontem (31), o governador teve pronunciamento publicado no YouTube. Na ocasião, Sartori comentou sobre o anúncio do parcelamento dos salários de servidores, realizado pelo secretário da Fazenda, Giovani Feltes, e disse que a medida é consequência da crise econômica global.  O chefe do executivo gaúcho, que foi à Brasília nesta semana, afirmou que voltará à capital federal em busca de "mudanças estruturais para o Estado".

RS: Sartori realiza pronunciamento e fala sobre parcelamento dos salários de servidores

Da redação, com informações do Governo do Estado
FOTO: Reprodução
Através de página no YouTube, o governador do Estado, José Ivo Sartori, realizou um pronunciamento de cerca de 2 minutos, propondo um “grande pacto de união, compreensão e solidariedade com a sociedade”. Sartori aproveitou também para destacar que, desde seu primeiro dia de mandato, está governando de maneira “muito transparente”.

O chefe do executivo gaúcho salientou que o parcelamento é consequência da crise econômica global, que afetou o país e os estados. “Só se vence a crise de pé, e olhando para frente. Vou continuar lutando pelo Rio Grande com todas as minhas forças.”, disse. O governador afirmou ainda que voltará à Brasília na próxima semana para “propor mudanças estruturais para o Estado”.

Assista:

Parcelamento do salário de servidores
Nesta sexta-feira, o secretário da Fazenda, Giovani Feltes, divulgou o calendário de pagamento dos salários do mês de julho para o funcionalismo público.

O pagamento foi dividido em três etapas, sendo iniciado com depósito de uma parcela líquida de R$ 2.150,00 para todos os 347 mil funcionários. Desta forma, 52,8% dos servidores devem receber o salário integral em dia.

Até 13 de agosto, uma segunda parcela líquida, de R$ 1.000,00, deve ser depositada, ampliando para 71% o número de pagamentos. No prazo de no máximo até dia 25, o valor acima dos R$ 3.150,00 deve ser depositado para atender os demais 29% do funcionalismo.
FOTO: Daniela Barcellos/Palácio Piratini

O Magistério e os funcionários do quadro escolar são os dois segmentos com menor impacto. Já nesta sexta-feira, 62% dos professores recebem de maneira integral, índice que vai 81% até o próximo dia 13. Professores com dois contratos receberão parcelas líquidas por cada vínculo. Praticamente 100% dos funcionários de escola estarão em dia quando do pagamento da segunda parcela.

A folha líquida do Poder Executivo é de R$ 950 milhões, mas Feltes ressaltou que os compromissos do governo na virada do mês se aproximam dos R$ 1,2 bilhão (R$ 57,5 milhões dos celetistas de fundações e autarquias; R$ 123 milhões de consignações e R$ 73 milhões de encargos da folha).

CANOAS: Homem é preso por tráfico de drogas

Da redação
FOTO: Brigada Militar/Divulgação
Um homem de 31 anos foi preso na noite da última quinta-feira (30), por tráfico de drogas no bairro Mathias Velho. A ação foi realizada por Policiais Militares do 15º BPM, durante uma patrulha de rotina.

A guarnição circulava pela Rua Carlos Drumond de Andrade, quando avistou um indivíduo em atitude suspeita. Procedida com a abordagem, foi encontrado um tijolo de maconha, pesando aproximadamente 407g, três torrões de maconha, dois relógios, um talão de cheques e R$ 32,00.

O suspeito foi conduzido até a Delegacia de Polícia Civil de Canoas, sendo registrado o auto de prisão em flagrante. O homem preso possuí antecedentes criminais por: homicídio, porte ilegal de arma de fogo, furto qualificado e posse de entorpecentes.

Tecnologia do Blogger.