CANOAS: Busato: “estamos investindo R$ 30 milhões para evitar enchentes na cidade”

Da redação com informações da Prefeitura de Canoas
FOTO: Derli Colombo Jr./Prefeitura de Canoas
Quem passa pela Rua Curitiba e seus arredores, no bairro Mathias Velho, em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, pode ver máquinas e caminhões em plena atividade. São as equipes da Secretaria de Obras, que estão trabalhando em várias frentes pela cidade para colocar a manutenção dos sistemas de macro e microdrenagem em dia.

FOTO: Derli Colombo Jr./Prefeitura de Canoas
Só nesta região, que abrange a Vala da Curitiba, há quatro obras substanciais em andamento – todas com um objetivo em comum: acabar com os recorrentes alagamentos. “Este é um trabalho demorado e preventivo, no qual estamos investindo R$ 30 milhões para evitar essas enchentes que acontecem há anos a cada vez que chove. Na medida em que as etapas forem evoluindo, a população já vai perceber uma diminuição dessas inundações”, garante o prefeito, Luiz Carlos Busato.

Décadas sem limpeza
FOTO: Derli Colombo Jr./Prefeitura de Canoas
Pelas recentes vistorias, é possível afirmar que tanto as tubulações como as galerias de Canoas não recebiam há anos a limpeza necessária para evitar as cheias. “Algumas estruturas nunca foram limpas desde sua existência. Já a vala externa da Curitiba, por exemplo, não é limpa há 16 anos, enquanto as galerias de acesso à Casa de Bombas 7 (CB7), construídas em 1950, estão 50% assoreadas e não são desobstruídas há mais de duas décadas”, aponta o engenheiro civil e secretário de Obras, Adalberto Schen.

Obras estruturais
Para recuperar os anos em atraso, no entanto, leva tempo, e por isso a Prefeitura está investindo em obras estruturais, e não só de conservação. Além da limpeza das três galerias que deságuam na bacia bombeada pela CB7, uma das travessias da Vala do Leão está sendo desviada para a Casa de Bombas 8, que foi implantada para potencializar a vazão da água e fazer seu escoamento de forma mais rápida, impedindo as enchentes.

FOTO: Derli Colombo Jr./Prefeitura de Canoas
Também já estão em execução a construção da canalização da vala interna da Curitiba, que vai funcionar como uma galeria de concreto a céu aberto para levar as águas até as casas de bombas, e a dragagem de 6,5 km da vala externa, até então muito obstruída por terra, detritos e entulhos. “Enquanto trabalhamos para solucionar os alagamentos, contamos com a colaboração da população para não depositar lixo nos diques e para denunciar aqueles que insistem em fazer esse descarte irregular nas valas”, pede o prefeito.

As melhorias, que exigem tempo para serem concluídas, vêm beneficiar vários pontos da cidade cujo as águas desembocam nessas valas, como o Centro e os bairros Mathias Velho, Harmonia, Cinco Colônias e Santo Operário.

Nenhum comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE