POLÍCIA: Brigada Militar afasta policiais que foram acusados de abuso sexual por detento do Central

Da redação
FOTO: Internet/Reprodução
O Comando da Brigada Militar afastou dois soldados que atuavam no Presídio Central após um detento acusar os militares de abuso sexual. A ocorrência foi registrada na polícia. No depoimento, o preso falou que foi levado para uma sala pelos policiais durante a madrugada de quinta e teria sido obrigado a praticar sexo oral nos soldados.

De acordo com o preso, os policiais ameaçaram ele dizendo que se contasse sobre o ocorrido seria morto. O preso passou por exames, mas o laudo não foi divulgado.

Segundo a Brigada Militar, foi aberto um inquérito policial militar para apurar os fatos e os dois soldados ficarão trabalhando fora do Presídio, em sistema administrativo. Caso comprovado, eles poderão ser expulsos da corporação.


A 11° Delegacia de Polícia da capital também vai apurar o caso.

Nenhum comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE