CRIME BRUTAL: Polícia comenta frieza de homem que matou ex-esposa na frente da filha

Da redação

FOTO: Polícia Civil/ Divulgação

Eduardo de Medeiros Aguiar, 44 anos, viveu junto com Rosane Mioranca Carrão, 38, por 22 anos até que o casal se separasse. Ele ficou sabendo que a mulher havia conhecido outro homem há algumas semanas. Esses foram episódios que antecederam e teriam motivado Aguiar a assassinar a ex-companheira, na tarde de quarta-feira (13), em Taquara, no Vale do Paranhana.

FOTO: Divulgação
A vítima foi executada com cinco tiros, na frente da filha adolescente e de uma colega de trabalho, quando saía de um atelier da rua Santo Antônio, bairro Medianeira, onde trabalhava. Após o crime, Aguiar foi preso pela Brigada Militar e o revólver apreendido.

Para a Polícia Civil, a frieza do agressor, que tem três filhos, chamou a atenção. Além de ter chutado a cabeça da vítima, Aguiar questionou os policiais se ela estava morta e, ao receber a confirmação, comemorou.

O atirador ainda pretendia ir até a casa de familiares da ex-mulher para tentar matá-los - o que não aconteceu, pois foi detido em tempo.

Mulher procurou ajuda três dias antes do crime
No domingo, Rosane foi até a Polícia Civil para relatar que estava sendo ofendida via aplicativo de mensagens. A Justiça negou medidas protetivas para a mulher, pois faltavam elementos.

Nenhum comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE