PODE PEGAR ATÉ 15 ANOS DE CADEIA: Promoter colocou drogas em bebida de jovem para depois estuprá-la

Da redação


Laudo pericial da Polícia Civil concluiu nesta terça-feira (12) que o promoter acusado de abuso sexual ofereceu a uma jovem de 21 anos bebida com drogas para estuprá-la. O crime aconteceu em 28 de maio, em Porto Alegre, quando ele abordou a jovem em uma festa. O acusado responderá por estupro de vulnerável, podendo pegar até 15 anos de prisão.

A investigação ouviu 20 testemunhas, entre elas, o porteiro do prédio e um motorista de aplicativo, que confirmaram que a vítima estava desorientada. A combinação de drogas oferecida para a jovem fez com que ela perdesse a capacidade de resistência e parte da memória recente.

Após a conclusão do inquérito, o acusado poderá ter prisão preventiva decretada pela Justiça.

Nenhum comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE